Saudade

“Eu sinto falta do jeito bobo com que você me fazia sorrir… Para mim pouco importa se foi ilusão ou invenção dessa minha cabeça apaixonada pela ideia de amar. O que importa, realmente, é que nós éramos felizes. Definitivamente felizes. E acredite, às vezes eu me pego rindo sozinho, viajando nas lembranças daquele tempo em que os nossos sonhos tinham tudo pra dar certo… Você sabe, não tenho vocação para a tristeza. Sou feliz por tudo o que vivemos, ainda que me reste um pouco dessa sensação de saudade e vazio. Não acho que tudo tenha acabado… Talvez a gente se encontre novamente. Talvez o seu destino esbarre no meu mais uma vez. Se por acaso isso não acontecer, quero te agradecer por ter me feito feliz e te dizer que você faz parte de mim, para sempre.”

Hugo Ribas