“Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas… Uma lembrança boa de você, uma vontade de cuidar melhor de mim, de ser melhor para mim e para os outros. De não morrer, de não sufocar, de continuar sentindo encantamento por alguma outra pessoa que o futuro trará, porque sempre traz, e então não repetir nenhum comportamento. Ser novo.”
(Caio F. Abreu)

Anúncios

“O erro do ser humano é achar que tudo é carne. E digo, nem todos os prazeres do mundo se comparam a emoção de um quase beijo!
Se reparassem nos olhos, entenderiam o que digo. Chega um momento em que as mãos se buscam sozinhas, que os braços se torcem, envolvem, apertam espontaneamente o tronco, o corpo, os ombros e o pescoço se fazem
presente. E a boca se anseia e se abre, num gesto quase involuntário, os olhos se fecham perdidos no calor do corpo. O coração pula e é como se tudo ao redor não existisse, as pernas permanecem imóveis, o corpo vacila. E quando os olhos se encontram e o querer é quase incontrolável… Ele volta à realidade e a beija a testa. Pedindo perdão por não conseguir conter esse sentimento. Por não destruir aquela raiz que ela se transformou dentro do peito…”

(Fatima Zuanetti)

Amor demais

‘Acredite, lembrar de você ainda dói muito. Meu silêncio não é falta de saudade, nem desinteresse, muito menos desamor… Talvez o meu afastamento seja amor até demais, um medo enorme de me apegar e depois te perder… Acredite, você faz falta, muita falta… Acredite, eu lembro de você todos os dias, do nascer do sol ao morrer da lua.”

Hugo Ribas

E NUM CÉU CHEIO DE ESTRELAS, EU ENCONTREI VOCÊ

“Eu não me importo se era junho ou julho, só sei que o seu cabelo era enrolado e caía na testa. Você tentava soprar e embaçava os óculos. Nublava tudo, mas eu ainda te via.

Não me importo se eu usava capa de chuva ou se escorreguei na esquina da quinta com a dois-três-oito, all star sempre derrapa, cê sabe como é. Eu caí de bunda e molhei a calça. Você riu e eu fiquei brava, mas tão brava, que te pedi pra segurar as coisas pra eu entrar no shopping e consertar o estrago. Por mais escuras que estivessem as nuvens, o tempo não fechou.

Foi aí que caiu o mundo lá fora, e eu reparei que você tinha sardas. Senti frio e você me deu o seu casaco. Como a gente faz quando descobre alguém que a gente não conhece dentro de um conhecido? Eu tava redescobrindo você ou te lançando aquele olhar, aquele que mostra alguma coisa diferente. E então você me puxou pra sair na chuva.

Nota: era um shopping, numa terça-feira, a gente tinha acabado de sair da faculdade e eu tava de vestido. Correr pelas poças ia fazer a minha perna virar uma mistura de lama e água de rua, tirando os livros que tavam na bolsa, tirando a previsão de gripe. Você era mais alto que eu e mais rápido, e os seus cachos iam cair todos na sua cara e nos seus óculos, iam tapar a sua visão. Mas eu fui.

Tem um momento em que tudo muda. E foi no momento em que eu tropecei numa lata de lixo tombada e ia cair de cara numa daquelas poças imundas enquanto corria pra fugir da chuva. Teve um momento em que eu não sabia se iria conseguir segurar a bolsa, se morreria sufocada com o capuz do seu casaco, se o tombo iria me quebrar o nariz ou se eu chegaria em casa sem uma pneumonia.

Foi na hora em que você me segurou e eu fui contra o seu corpo. Na hora em que a minha mão derrapou e encaixou na sua. Na hora em que dois carros buzinaram e a gente não saiu da frente. Foi ali, no meio da chuva, que eu reparei em como você é bonito sem óculos e em como o meu corpo se encaixa no teu. Foi ali que eu reparei no abraço, no rosto molhado, nos cachos caindo em caracóis pela testa e no sorriso desconcertado. Foi aí que eu vi você.

Eu não me importo se era junho ou julho, só sei que o seu cabelo era enrolado e caía na testa. Você tentava soprar e embaçava os óculos. Chovia muito, mas eu ainda te beijei.

Mesmo com o tempo fechado, eu te via. E num céu cheio de estrelas eu encontrei você.”

Daniel Bovolento

Cuide de quem decidiu ficar

“Amigos. Amores. Até mesmo estranhos desconhecidos. Saiba cuidar de quem permanece ao seu lado. Principalmente em tempos onde todos parecem querer partir. Saiba reconhecer o valor de quem te procura não apenas quando precisa, mas também por desejar a sua companhia. De quem sabe estar presente nos instantes alegres, mas também nas angústias e tristezas de domingo. Amigos e amores que estendem a mão não apenas para pedir, mas também para compartilhar. Preserve bem estes. Saiba ser recíproco. Porque partir e se ausentar é sempre tão mais fácil. É o que tantos e tantas fazem nestes dias. Deixam disponíveis somente as horas que lhes convêm, nada além disso. Nunca capazes de responder uma mensagem. De ouvir um desabafo. De dividirem o silêncio. Cuide de quem escolheu ficar. Principalmente quando tantos só sabem partir.”

Matheus Jacob

Quando alguém quiser sair da sua vida, dê passagem pra essa pessoa ir embora. Talvez a saudade incomode um pouco, mas logo essa pessoa não fará mais falta. Você não precisa nem deve manter quem não quer ficar na sua vida. Quando alguém ameaçar ir embora, permita que vá, de uma vez por todas. Entenda que é melhor ficar somente quem faz questão de estar ao teu lado. Quando alguém te disser: acabou! tudo bem, você não precisa implorar pra que fiquem muito menos deixar a porta entreaberta na esperança de que um dia voltem pra você. Aceite que os finais acontecem. Deixe um aviso na entrada do teu peito: ''quem saiu por escolha própria não entra mais por amor próprio''. Quando alguém, um dia, se arrepender de ter saído da sua vida e voltar atrás, será tarde demais. Quando alguém quiser ir embora, não espere esse alguém voltar e te pedir mais uma nova chance quando a maior chance que você deu foi de ficar em sua vida e essa pessoa simplesmente preferiu ir. Disse que estava confuso, que o problema não era você, era com ele, que não estava pronto pra nenhuma relação agora, que precisava pensar um pouco, e te pediu tempo. Um tempo pra sumir da sua vida! Portanto, não espere! Não espere uma pessoa que saiu por aí, conheceu novas pessoas, buscou opções melhores e quando percebeu que ninguém parecia melhor que você, voltou com a cara mais lavada do mundo batendo na tua porta. Não abra! Não espere por alguém que escolheu ir embora que te conhecer, mas quando percebeu que a sua escolha foi uma merda, voltou a te mandar mensagem falando em saudade? Não espere por alguém que deixou as suas mensagens pra depois, aos poucos foi sumindo dos teus contatos, te tratou como estepe, te enfiou na geladeira pra te tirar de lá quando batesse a carência, e como se nada tivesse acontecido, dia desses, te ligou pra saber como você estava. Não atenda! Pense assim: Se quiser ficar, fique pra me fazer rir, pra acreditar em mim, pra me tirar da rotina. Também se quiser ir, boa sorte, não estou aqui pra implorar que ninguém permaneça comigo. Se não quer, segue o baile.

A post shared by Iandê Albuquerque (@iandealbuquerque) on

Namore alguém que emocionalmente te ame, mas que espiritualmente te fortaleça

“Namore alguém que desperte o seu riso fácil, alguém que ame o seu jeito bagunçado e que se importe com o que você sente. Alguém que não dê as costas para a sua dor e que te acolha mesmo não entendendo os seus porquês.
Namore alguém que seja seu amigo, que goste da sua risada escandalosa e que veja graça nas suas piadas sem graça.

Namore alguém que emocionalmente te ame por inteiro, sem desculpas. Alguém que deixe os ‘e se’ de lado e queira viver uma história ao seu lado.

Namore alguém que emocionalmente ame o seu jeito desastrado de ser porque sabe que mesmo quebrando tantas coisas e derrubando tantas outras, você jamais quebraria o mais importante: O seu coração. Alguém que veja que por detrás dessa pose de durona há alguém com um coração disposto a amar, mas que talvez depois de tantos tombos preferiu recuar. Alguém que seja companhia para as tempestades e não apenas quando o sol queira brilhar.

Namore alguém que emocionalmente te ame sem precisar de maquiagem para ganhar elogios, sem precisar de roupas novas para reparar em você, alguém que veja a sua alma bonita e que saiba que você tem um coração enorme, disposto a transbordar. Alguém que não dependa da sua beleza, do seu charme, dos seus encantos e da tua inteligência, para te amar. Mesmo você sendo uma avalanche de coisas lindas, causando sentimentos que o desmonte por inteiro, mesmo que você desperte um sorriso apenas com o seu jeito de olhar. Namore alguém que veja além de um corpo, uma admiração e uma atração. Namore alguém que veja e seja amor. Que olhe para aquilo que está além do que os olhos possam ver: A nossa alma bonita.

Namore alguém que emocionalmente te ame, mas que espiritualmente te fortaleça. Alguém que te incentive a ser melhor e que saiba o significado da palavra respeito. Alguém que olhe para você e veja ali a mais bela obra da criação, que veja o seu coração entregue a Deus e que deseje se achegar ao dele, antes de conquistá-lo. Namore alguém que te ame da forma mais bonita, alguém que te ame em oração. Alguém que emocionalmente ame o seu sapato colorido mesmo achando que ele não combina com aquele seu vestido azul. Alguém que deseje ser cuidado e cuidar, ser abraçado e abraçar. Que desperte o seu sorriso e que saiba segurar a sua mão quando tudo estiver indo mal. Alguém que queira orar com você e por você como quem deseja ter essa história escrita por Deus.

Namore alguém que emocionalmente te ame como quem tem uma grande mulher ao seu lado, mas que espiritualmente te fortaleça, como quem deseja paz, como quem sabe que o autor da criação tem arquitetado planos maravilhosos para essa criação tal singular: Você!”

Thamilly Rozendo